Terça-feira, 5 de Junho de 2007

Abordagens Educacionais nas Comunidades de Aprendizagem em Rede

Na abordagem à área de estudos da Comunicação e Tecnologia Educacional, a educação tem-se baseado nas teorias da complexidade de modo a, compreendendo a complexidade dos fenómenos e processos da actividade mental, se passe para uma conceptualização e modelização dos ambientes interactivos de comunicação e aprendizagem. Assim, toda a dinâmica das novas tecnologias da comunicação/informação influencia as abordagens educacionais através da integração dos processos interaccionais como meios dedicados à construção individual do conhecimento.

 

 

 

 

Todo o processo aprendizagem indica que a construção de conhecimento se estende a uma variedade de fontes desde o plano da interacção entre o professor e o aluno e entre os alunos, até ao plano da interacção entre o aluno e os conteúdos, nomeadamente através da exploração multidimensional dos lugares de representação. Denota-se, pois desde logo uma necessidade crescente de um maior envolvimento e participação social dos sujeitos aprendentes pelo que se deve cada vez mais apostar na construção de ambientes interactivos de aprendizagem.

Neste sentido Dias (2000) cita-nos: “Os media do conhecimento, como são referidos por Eisenstadt (1995), estabelecem um novo modelo de desenvolvimento nas relações entre as pessoas e o conhecimento, na medida em que são dinâmicos e, através desta sua característica, promovem a interacção com as representações de conhecimento.” As abordagens contemporâneas da cognição baseiam-se em fenómenos adaptativos e dinâmicos capazes de uma grande flexibilidade pelo que encontrarão na rede dos media interactivos um ambiente favorável ao seu desenvolvimento. 

É, nesta medida, necessária uma renovação do pensamento educacional no qual o aluno tenha um papel activo na construção das aprendizagens em detrimento das abordagens centradas no professor ou nos media de transmissão de informação. Na mesma obra são citados Bonk & Reynolds (1997) quando nos dizem que o modelo de ensino centrado no aluno contribuiu para o desenvolvimento do projecto educacional numa perspectiva integradora do aluno, dos media e dos contextos de construção e produção da própria aprendizagem.

 

No entender do grupo de trabalho, esta reflexão é muito importante e actual na medida em que cada vez mais se questionam os paradigmas antigos de ensino e se coloca nos alunos um papel muito activo na construção do seu próprio conhecimento. São os “ambientes de aprendizagem construídos pelo e para o aluno”. Dias (2000)

Por isso, mais do que colocar os media na escola é necessário colocar a escola nos media de modo a transformar informação em conhecimento e para que este conhecimento seja significativo para os estudantes de modo a chegarmos a uma Educação mais consciencializadora e integrativa.

publicado por liveinEduc às 16:08
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Reflexão Final

. Impacto das Comunidades d...

. Processos Colaborativos n...

. Abordagens Educacionais n...

. Democratização do Acesso ...

. Rede e contextos de Forma...

. Aqui estamos de novo!!

. Bom Natal!!

. A blogosfera!!

. Bases teóricas e conceptu...

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds